Escritório Virtual tudo o que você precisa saber.

Escritório Virtual tudo o que você precisa saber.

Escritório virtual é um serviço destinado a companhias, indivíduos e empreendedores que engloba, de modo geral, atendimento telefônico, bem como um endereço físico e fiscal. É comum que esse recurso seja contratado em conjunto com disponibilização de espaços para salas de reunião. Sendo assim, as empresas conseguem terceirizar determinadas atividades, o que permite que seus colaboradores atuem em qualquer local com o suporte de tecnologias como celular e internet.

As vantagens de se contratar um escritório virtual

Especialmente para os pequenos empresários, o escritório virtual possibilita, por um valor mais acessível, um contato telefônico profissional e um ambiente de trabalho que reforça a imagem de competência. Ou seja, essa ferramenta ajuda no estabelecimento de negócios iniciantes. No entanto, as marcas já consagradas também se beneficiam do escritório virtual. Por exemplo, essa estrutura permite que empresas de grande porte conduzam ações em localidades onde não possuem sedes próprias.

Em relação ao aluguel tradicional de escritórios, esse modelo traz maior flexibilidade. Isso porque vários estilos de negócios que não comportam montar um espaço completo, sobretudo se os funcionários se deslocam entre as filiais ou ainda podem eventualmente trabalhar em casa. Cria-se assim um ambiente econômico e funcional sem comprometer a credibilidade do empreendimento.

A história dos escritórios virtuais no Brasil e no mundo

O surgimento dos escritórios virtuais se deve às evoluções técnicas que viabilizaram a convergência da telefonia móvel e demais tecnologias da informação como a internet sem fio e computadores portáteis. Nos Estados Unidos, assim como na Europa, tal serviço ficou popular com o nome de “virtual offices”. Portanto, a tradução feita para o português foi literal e visa destacar que o espaço está fora da estrutura do empreendimento que a usa.

O primeiro registro que se tem desse termo é de 1983, na revista corporativa de uma companhia aérea. A matéria em questão tratava de computadores portáteis. Porém, o primeiro propósito comercial dessas estruturas aconteceu no estado do Colorado, nos Estados Unidos, em 1994.

No mesmo ano de 1994, o mercado brasileiro se abriu para o capital estrangeiro mais efetivamente. Como resultado, as multinacionais passaram a prospectar o público e a infraestrutura nacional. Conforme surgiu a demanda, essas empresas do exterior trouxeram outras companhias que prestavam serviço de escritório virtual.

O mercado brasileiro para os escritórios virtuais

Na metade de ano de 1995, o setor foi ficando conhecido, então alguns empresários percursores decidiram reproduzir o sistema. Inicialmente, esses escritórios virtuais eram direcionados aos contratantes com empresas de pequeno ou médio porte. O serviço oferecido pelos empreendedores brasileiros não eram tão bem estruturados, porém contavam com praticamente os mesmos recursos dos espaços administrados por empresas internacionais.

Em 1996, algumas unidades presentes nas principais metrópoles do Brasil se juntaram para criar uma Associação para a classe. Devido ao crescimento do ramo e o suporte da Associação, os escritórios virtuais se espalharam pelo Brasil. Segundo pesquisas recentes, são mais de 400 espaços desse tipo em vários estados, sendo que cerca de 80 aderiram à entidade da categoria.

Compartilhar Post: Facebook Twitter Pinterest Google Plus StumbleUpon Reddit RSS Email

Posts Relacionados

Escrever um Comentário